Tão Longe Tão Perto


Quadrilha Indiana*
17/07/2010, 12:44
Filed under: Quadrilha Indiana | Tags: , , ,

*Que Drummond me perdoe.

Max, que amava Seema, não teve culhões pra enfrentar a família cristã e se casou com Nalini, deixando a menina hindu na esperança que alguma coisa poderia dar errado até o último segundo antes do matrimônio.

Seema, que chorou por Max, voltou pra casa e conseguiu segurar a pressão da família por pouco tempo. Acabou, então, aceitando um antigo colega, filho de amigos dos seus pais, como futuro marido, a quem carinhosamente apelidou de controle remoto.

Gowri, que amava Anil, abriu mão da própria felicidade em favor da de seus pais e irmã mais nova, que por tradição, não poderia se casar antes dela. Pediu demissão e fugiu sem despedida pra sua cidade natal. Em casa, é proibida de atender telefone e acessar a internet sem a supervisão materna.

Anil, que amava Gowri, chegou a planejar um sequestro, disposto a bancar a ira da família dela pra ter sua companheira pra sempre. Mas seus planos foram desmantelados por um aviso da polícia, que havia sido contatada pelo pai da moça.

Lakshmi, que aprendeu a amar o pai de seu filho, fechou o coração pra sempre depois de um casamento truculento e imaturo. Divorciada, ela não tem mais sonhos, nem medos, nem nada.

Janaki está louco de amor, mas ainda não sabe por quem. Em meio ao processo de recrutamento de noivas, ele já avisou aos chefes que muito em breve não poderá mais fazer hora extra, pois deverá chegar em casa cedo para jantar em companhia de sua nova esposa.

Smita, que se mudou ainda criança para os Estados Unidos, aprendeu a diversidade do amor. De volta à Índia, trouxe sua companheira para uma temporada de trabalho, ciente que aqui tudo permanece em segredo.

Shruthi, que não amava ninguém, é professora universitária, mulher prática e despojada. Queria se casar, achava lindo o ritual, mas nunca se deixou envolver, nem sentiu o que chamam de paixão, embora tenha tido um namorado legal. Aos 30, conversou então com sua mãe, que sabia muito bem como proceder para um casamento arranjado. Escolhido o pretendente, conviveram por 6 meses e realizaram uma cerimônia compacta com 2 dias de duração. Aos poucos vão se conhecendo, se adaptando, se gostando. O casamento vai muito bem, obrigada.