Tão Longe Tão Perto


Institucionalizando a impermanência
06/07/2011, 21:59
Filed under: Institucionalizando a impermanência | Tags: ,

Hoje recebi o crachá eletrônico do trampo e nele está escrito “Provisório”. Agora este é o código para abrir as portas. Opa, vou aproveitar. Obrigada!

É curioso andar com isso no peito, como se exibisse a misteriosa interrogação do futuro, que faz parte da vida de todo mundo, em qualquer lugar. No meu caso, só reparei que podia ampliar o repertório de “quem sou eu” ao deixar de portar cartão de visita, crachá, carro com adesivo e, consequentemente, salário e uma agenda daquelas que a gente aproveita a capa e vai trocando o miolo a cada ano, sem grandes surpresas. Mas não foi isso que sempre quis?

Ao abrir mão da estabilidade do previsível, tudo pode acontecer. Mas até que ponto o leque de escolhas é assim tão vasto? As combinações começam a girar como naqueles jogos de jackpot. Plim! Estudante+Estrangeira+Dura. Sedutor, mas não é das alternativas mais sustentáveis. Plim! Profissional+Muito mais Estrangeira+Solitária. Dói um pouquinho a cada dia, é até suportável, mas seria pedir muito ter algum retorno no curto prazo? Plim! Filha+Amiga+Confusa. Hmmm, deixa essa passar logo! Plim! Enquanto giro a manivela do acaso, sem perder a esperança de encontrar a combinação perfeita, a vida acontece, sem se importar muito com o que está escrito no crachá. Já chegou? Sim, mas vai passar.

Anúncios

10 Comentários so far
Deixe um comentário

Que trampo, que trampo? Contaaaa!

Comentário por Aline

Também queria saber qual é trampo, se ao menos é legal, quais são as perspectivas para o futuro, mesmo com toda esta impermanência.

Eline.

Comentário por Eline Caixeta

O trabalho é muito interessante e envolvente: um projeto de prevenção ao HIV/aids entre meninos e meninas em situação de rua. Já começo a achar que 4 meses é longo prazo 🙂 Beijos e obrigada pelas visitas!

Comentário por Gabriela Goulart Mora

A estabilidade do previsível é ilusória. Desejamos segurança, mas a vida é mais “quem estou sendo” do que “quem sou”. Talvez a combinação perfeita esteja em construção: estudante + estrangeira + dura + profissional + muito mais estrangeira + solitária + filha + amiga + confusa + …
bj
kk

Comentário por kk

Genial!!!!

Comentário por Gabriela Goulart Mora

Enquanto você gira a manivela do acaso, você experimenta situaçoes novas que enriquecem sua vida.
Você ainda vai rodar muitas vezes essa manivela no cassino que é a vida, acredito que o mais importante é se divertir nesse jogo enquanto o jackpot não chega.

Beijos

Comentário por Beto

Ou parar de esperar o jackpot do acaso e viver o que a gente faz acontecer 🙂 Bjo, Betão!

Comentário por Gabriela Goulart Mora

Reparou que a impermanência te livrou do maior dos micos, que é a foto do crachá? Viva a vida sem crachá, sem rótulos e sem fronteiras! E viva o retorno no curto prazo! Já!

Comentário por juliana

Adorei!!!

Comentário por Gabriela Goulart Mora

Adorei! sempre brindo a ela…

Comentário por Maria ANgélica Santana Alves




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: